A Extensão Universitária do Brasil

Alguns marcos legais devem ser considerados ao tratar do avanço da extensão universitária no ensino no Brasil, como a Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968, que promoveu a Reforma Universitária, marcada pela institucionalização da extensão universitária, no sentido de possibilitar “oportunidades de participação em programas de melhoria das condições de vida da comunidade e no processo geral do desenvolvimento” (BRASIL, 1968).

Na sequência, a constitucionalização da extensão universitária e o marco pela força dos movimentos sociais e a pressão dos representantes dos Fóruns Nacionais de Extensão, que insistiram na agenda de que a prática extensionista deveria constar como elemento indissociável do ensino e da pesquisa na universidade, elevando assim, o status constitucional da extensão universitária.

Outro aspecto que marcou a evolução da extensão universitária foi o protagonismo assumido pelo FORPROEX – Fórum dos Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras que, inclusive, foi o responsável pela elaboração do primeiro documento, a Política Nacional de Extensão Universitária, que apresentou a semente da curricularização da extensão. Ao lado do FORPROEX, foram criados o FOREXT – Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior e o FOREXP – Fórum de Extensão das Instituições de Ensino Superior Particulares.

A extensão universitária também foi discutida nos Planos Nacionais de Educação – PNEs, o PNE 2001-2010 e o PNE 2014-2024, e mais recentemente, em 2018, foi publicada a Resolução nº 7, do Conselho Nacional de Educação – CNE que trouxe novamente o conceito de extensão universitária (BRASIL, 2018):

A Extensão na Educação Superior Brasileira é a atividade que se integra à matriz curricular e à organização da pesquisa, constituindo-se em processo interdisciplinar, político educacional, cultural, científico, tecnológico, que promove a interação transformadora entre as instituições de ensino superior e os outros setores da sociedade, por meio da produção e da aplicação do conhecimento, em articulação permanente com o ensino e a pesquisa.


A Extensão Universitária na Unimar

O Núcleo Integrado de Pesquisa e Extensão da Universidade de Marília – NIPEX/UNIMAR possibilita a institucionalização das atividades de Extensão desenvolvidas pela UNIMAR, preservando a indissociabilidade com Ensino e Pesquisa, além de garantir a imprescindível relação bidirecional com a sociedade, por meio de instrumentos que viabilizem a extensão como processo acadêmico, onde a produção do conhecimento será consequência de um processo dialético entre teoria e prática.

Em consonância com as diretrizes educacionais, a extensão da UNIMAR é uma via de mão dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontra, na sociedade, a oportunidade de elaboração da práxis de um conhecimento acadêmico. No retorno à Universidade, alunos e professores têm um aprendizado que, submetido à reflexão teórica, é acrescido àquele conhecimento.

Esse fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados, acadêmico e popular, terá como consequência: a produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional; a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade na atuação da Universidade.

Atendimento

Horário: Segunda a sexta-feira: 08h às 22h
Fone: (14) 2105-4001
E-mail: nipex@unimar.br

Localização

Campus da UNIMAR
Bloco I – Piso Superior.

Links Importantes
 
Coordenação

Profa. Dra. Fernanda Mesquita Serva
Pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Ação Comunitária

Profa. Dra. Walkíria Martinez Heinrich Ferrer
Coordenadora do NIPEX (Núcleo de Pesquisa e Extensão)

Extensão na Prática

Projeto Amor de Criança

O projeto “Amor de Criança” atende crianças com paralisia cerebral, desde agosto de 2013, sob coordenação do médico Prof. Dr. Francisco de Agostinho Júnior. Este Projeto funciona no Ambulatório Municipal de Especialidades da Associação Beneficente Hospital Universitário, nas dependências da UNIMAR, em parceria com a UNESP, CIESP, inúmeros parceiros e voluntários.

O projeto cumpre com lealdade seu objetivo maior que é dar a estas crianças que vivem com absolutas limitações devido aos agravos cerebrais permanentes uma condição de vida digna e com menos sofrimento possível.

O Projeto “Amor de Criança” recebeu o primeiro lugar no Prêmio República, promovido pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República).

Acesse o site.

UNIMAR Aberta

O Programa “Unimar Aberta” tem como principal objetivo fornecer uma grande “feira de profissões” para aqueles alunos que estão vivenciando uma das fases mais importantes de suas vidas, que é a escolha profissional.

UNIMAR no ensino médio

O Programa de extensão “Unimar no ensino médio” objetiva a apresentação do mercado de trabalho e os diferenciais entre cursos e profissões para alunos regularmente matriculados no ensino médio de escolas públicas e privadas de Marília e região. Cada escola agenda o dia da sua Feira com a UNIMAR. Ao todo são 3 horas de Feira na escola, toda logística de montagem é responsabilidade da UNIMAR e a escola cede o espaço comum para realização do evento.

UNIMAR e os Pequeninos

O programa “UNIMAR e os pequeninos” oferece a integração das crianças com a comunidade acadêmica por meio de projetos nas diversas áreas do conhecimento, em especial por meio de atividades lúdicas.

A aproximação das crianças com a comunidade acadêmica se dá em dois sentidos: com a vinda das crianças para a Universidade e a atuação da Universidade nos espaços onde se encontram as crianças.

Nesse contexto, são realizadas visitas ao campus universitário, projetos socioambientais (como o plantio de árvores) e atividades lúdicas (como teatro, teatro de fantoches, etc).

Os cursos envolvidos no programa, em especial, são os cursos de agronomia, direito, psicologia, medicina veterinária e engenharia.

O Projeto tem como objetivo promover a integração de crianças de 4 a 8 anos de idade com a comunidade acadêmica.

Agende uma visita para:
1) Visitas de crianças ao campus universitário;
2) Realização de atividade socioambientais com crianças, como o plantio de árvores e o estudo de soluções ambientalmente sustentáveis para os problemas cotidianos;
3) Realização de atividades lúdicas com as crianças com o fim de transmitir conhecimento;
4) Apresentação do trabalho da universidade para as crianças e sua família;

Curso Preparatório para o ENEM

O Curso Preparatório para o ENEM é um curso de extensão voltado para os alunos do ensino médio público, ministrado de forma gratuita, com temas abordados nas seguintes disciplinas: português, matemática, ciências humanas, física, química e biologia. O curso é ministrado por professores da Universidade de Marília.

Semanas Acadêmicas

As semanas acadêmicas da UNIMAR se caracterizam como um espaço de integração, interlocução e interdisciplinaridade pensadas e preparadas para reunir alunos, professores e profissionais da área em torno de atividades científicas, artísticas e culturais visando o debate sobre temas atuais de importância para o âmbito acadêmico e o mercado de trabalho, com desenvolvimento de ações que favoreçam a troca de experiência.

Os eventos socializam informações e preocupações, permitindo a apresentação e o recebimento de sugestões, criando novas oportunidades de aperfeiçoamento profissional e cultural para gerar e socializar conhecimentos.

Um dos principais focos das semanas é despertar no acadêmico o prazer da pesquisa, da extensão e a formação de senso crítico sobre os assuntos da atualidade, temas que serão imprescindíveis para a sua futura profissão.

Projeto Gentileza

Atualmente, em cada cidade, a cada momento, vemos uma crescente falta de amor na população.

Amor, não na forma mais simples da palavra, mas o amor que gera sentimentos e atitudes de compaixão, respeito ao próximo, paciência, tolerância, solidariedade e gentileza.

Vemos hoje um mundo em guerra, onde a violência e o descontrole estão tomando proporções alarmantes. Vemos hoje brigas por motivos banais, discussões sem o menor sentido, tudo pela falta de um elemento, que é a base de todas as coisas, a educação.

A educação é a grande arma de um povo, de uma nação. Sem ela, os homens não têm força de pensamento crítico, de atitudes lúcidas e de um comportamento exemplar. A educação é baseada em valores morais e éticos, não só para a vida profissional, mas principalmente para a vida compartilhada, a convivência em sociedade.

Nesse cenário, ganha força as palavras do Profeta Gentileza, segundo o qual “gentileza gera gentileza”, sendo este o foco do presente projeto, que incentiva a prática de atos de gentileza e, com isso, criar um círculo virtuoso que se autoalimente.

O Projeto Gentileza tem como objetivo o desenvolvimento de campanhas publicitárias que incentivem atos de gentileza no público interno da Universidade (alunos, professores e colaboradores).

Projeto Japan Fest

O JAPAN FEST é umas das maiores manifestações culturais nipo-brasileiras e a UNIMAR, desde o início, participa do evento com seus mais diversos cursos de graduação e pós-graduação, levando um pouco do campus universitário para aquele espaço.

Transformando Crime em Cidadania

Lamentavelmente é crescente o número de apreensões realizadas pela Receita Federal em razão de fraudes na importação de produtos, seja em razão do ingresso de produtos proibidos (contrabando), seja pela sonegação de impostos de produtos permitidos (descaminho).

Dentre tais produtos apreendidos um dos mais comuns são as bebidas alcoólicas, verdadeiras ou falsas, que trazem como desafio a adoção de medidas adequadas para o seu descarte ambientalmente sustentável.

Por muito tempo, tal descarte era feito de forma inadequada, podendo gerar grave dano ao meio ambiente.

Com o presente programa tais bebidas apreendidas passam a ter uma destinação ambientalmente adequada, por meio de sua transformação em álcool gel e/ou saneantes, através de processo de destilaria.

Após tal transformação, os produtos derivados do processo são destinados às entidades beneficentes de Marília e região, o que permite uma redução de custo operacional para tais entidades.

Cabe à Universidade promover tal transformação, por meio de envolvimento de alunos, professores e técnicos especializados para essa atividade.

Além da transformação das bebidas nos mencionados produtos derivados, os vasilhames das bebidas, suas tampas e seus rótulos são destinados para Cooperativa de Catadores de Resíduos Sólidos. Por fim, a parte plástica da tampa responsável pela vedação dos vasilhames é destinada para a Construção Civil, para ser utilizada na vedação de redes de água.

À Receita Federal cabe a realização da destinação das mercadorias apreendidas para a Universidade, bem como fiscalizar todo o processo de transformação e da adequada destinação dos produtos derivados e dos resíduos sólidos gerados.

Praça da Cidadania

A cidade de Marília, semelhante às demais cidades do Estado, possui bairros periféricos, os quais não dispõem de áreas de lazer, sendo os moradores dessas regiões carentes de alternativas de ocupações sadias e inclusão social para os jovens, o que favorece a ociosidade ou o envolvimento com drogas.

Neste contexto, a UNIMAR vem desenvolvendo projetos de inclusão social e orientações à comunidade, nos quais sanamos suas dúvidas ao mesmo tempo em que lhes oferecemos uma tarde divertida.

O projeto “Praça da cidadania” oferece gratuitamente serviços de estímulo a uma vida mais saudável, bem-estar e lazer. O projeto é aberto à comunidade e realizado em parceria com a Empresa Coca-Cola e com a Prefeitura de Marília.

Ao longo do dia são oferecidos mais de 30 serviços à comunidade, como orientação à saúde do homem e da mulher, orientação e conciliação jurídica, práticas esportivas, avaliações físicas, massagem, cabelo, entre outros. Para as crianças serão desenvolvidas atividades esportivas, oficinas de desenho, pintura e brinquedos infláveis.

As ações são desenvolvidas por voluntários da Unimar (Universidade de Marília) e da prefeitura de Marília que unem esforços em prol do Bem-estar da comunidade, promovendo a integração entre Universidade e a sociedade, contribuindo para a distribuição do conhecimento produzido e acumulado por seus docentes e discentes e facilitando o intercâmbio de experiências.

Trote solidário: Uma nova forma de receber calouros

O Projeto do “Trote solidário” da Universidade de Marília é desenvolvido a partir de práticas extensionistas e tem como objetivo recepcionar os “calouros” de maneira humana, com ética, responsabilidade social e respeito.

Esta ação é realizada geralmente em março e conta com cerca de 800 alunos entre “calouros” e “veteranos”. A sua principal característica é, sem dúvida, participação dos alunos de forma totalmente voluntária, ou seja, ninguém é obrigado a participar.

Os “veteranos” e “calouros”, juntos, realizam trabalho e praticam atividades de caráter social nas Entidades Beneficentes de Marília. A integração dos jovens com os pacientes e colaboradores das Entidades despertaram a criatividade e o trabalho em equipe.

Em resumo, o “trote solidário” da UNIMAR acontece da seguinte forma:

Inicialmente, todas as Entidades Beneficentes cadastradas na cidade de Marília pela Secretaria de Assistência Social do Município recebem um questionário que, em síntese, tem como objetivo entender as principais necessidades destas Entidades.

As Entidades que já receberam esta atividade foram: Casa do Caminho, Asilo Mansão Ismael, Centro Comunitário São Judas Tadeu, Lar São Vicente de Paula, Hospital Beneficente Unimar e Esquadrão da Vida.

Solidariedade, afeto e muita disposição. Essas são as principais características da Ação. Os alunos e professores desenvolvem inúmeras atividades, além de contribuir com as necessidades através de doação de alimentos e materiais de higiene.

A grande lição que resta é que é possível realizar uma atividade de integração entre calouros, veteranos e professores de forma harmoniosa, garantindo que dessas atividades outras pessoas sejam beneficiadas e, o que é mais importante, respeitando a dignidade humana de todos.

Esta atividade deve servir de fonte de inspiração para aqueles que continuam a usar os trotes universitários como forma de justificar atos de violência gratuita e que, na verdade, são condutas criminosas e nessa qualidade deveriam resultar na responsabilização de seus autores.

Projeto Rondon

O Projeto Rondon é um projeto de integração social que envolve os professores das Instituições de Ensino Superior e a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento de comunidades carentes e para a aproximação dos estudantes da realidade do País; além de contribuir, também, para o desenvolvimento das comunidades assistidas. O Projeto inspira-se nos princípios consagrados pelo Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, pioneiro na interiorização do Brasil.

É coordenado pelo Ministério da Defesa, com o apoio de outros ministérios, e conta com o suporte logístico das forças armadas. O Projeto Rondon proporciona uma experiência inovadora aos estudantes universitários, dando a chance de conhecer uma nova realidade e de colocar em prática tudo aquilo que aprenderam na universidade.

Curso de Libras para a comunidade

O curso de extensão de Libras “Mãos que falam e olhos que ouvem – Preparando a comunidade para a inclusão social do surdo” é destinado à comunidade, de forma gratuita. As aulas acontecem semanalmente, acolhendo a comunidade dentro do campus universitário.

Curso de capacitação de preenchimento de currículo: Oficina Lattes
Estação de Monitoramento de Meteóro

Em março de 2019, foi inaugurada a Estação de Monitoramento de Meteoros, sediada no Núcleo Integrado de Pesquisa e Extensão da Universidade de Marília. Por meio de uma produtiva parceria da UNIMAR com a Brazilian Meteor Observation Network – BRAMON e o Blue Marble Space Institute of Science no Centro Ames de Pesquisas da NASA, a estação de monitoramento da Unimar já capturou diversas imagens, 806 meteoros registrados somente em 2019, constituindo uma importante fonte de pesquisa para os institutos que compõem o projeto.

Segundo Renato Cássio Poltronieri, da presidência da Bramon, “a importância de uma estação de monitoramento de meteoros, consiste na  possibilidade de registros de meteoros, seja por vídeos, ou mesmo fotografias, que podem permitir que esses meteoros sejam analisados em software dedicado, gerando parâmetros que, dentro de determinada margem de erros aceitáveis, como de sua velocidade, magnitudes, distâncias angulares, entre outros dados, que erão utilizados em contagens estatísticas, podendo gerar mais dados, para pesquisas diversas.”

O Prof. Dr. Ivan  Paulino Lima, pesquisador da Blue Marble Space Institute of Science   salienta a importância do projeto que está sendo desenvolvido: “A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (http://www.bramonmeteor.org/) é uma instituição científica e tecnológica que tem por finalidade a missão de desenvolver, promover e difundir a ciência e a tecnologia, em especial, o estudo de meteoros: suas origens, natureza e caracterização de suas órbitas. Utilizando equipamentos e softwares adequados para a detecção de meteoros e contando com o auxílio do público em geral, além de centros de pesquisa e cientistas da área, estamos participando de um ambicioso projeto capaz de viabilizar descobertas científicas.”

A estação Unimar é uma das 185 estações da Bramon, distribuídas em 21 estados do território nacional

Cejusc Itinerante: Marília cidadã

O Projeto “Cejusc Itinerante: Marília cidadã” oferece atendimentos gratuitos à população mariliense, envolvendo todos os cursos da UNIMAR.

O evento é realizado em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Ministério Público e Prefeitura Municipal, ao todo cerca de 8 mil atendimentos são oferecidos.

Implantando a Cultura de Pacificação: Uma abordagem Interdisciplinar

O Projeto de extensão “Implantando a Cultura da Pacificação: Uma abordagem Interdisciplinar” é desenvolvido pela Universidade de Marília (Unimar) em parceria com o Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc) nas escolas de Marília.

O projeto foi criado em 2017 com o objetivo de ensinar as crianças e adolescentes a resolverem os problemas de forma não violenta e a respeitar o outro.

No Projeto vários cursos de graduação participam, possibilitando uma abordagem interdisciplinar sobre o tema.

A curricularização da Extensão

A curricularização da extensão universitária possibilita sim uma atividade acadêmica integradora do ensino e da pesquisa, influenciando na criação de um currículo inovador no ensino superior, gerando um “conhecimento pluriversitário” (SANTOS, 2011).

A extensão universitária é desenvolvida nas disciplinas/módulos dos cursos de graduação, e a partir desta curricularização da extensão é garantido um conhecimento teórico com aplicabilidade prática no contexto social no qual os alunos estão inseridos, numa verdadeira inter-relação entre universidade e comunidade.

Formas de Extensão Universitária

Além da prática extensionista curricularizada na matriz curricular da graduação, os cursos, programas, projetos e eventos de extensão estão a todo tempo integrando os cursos de graduação e pós-graduação da UNIMAR, na seguinte forma:

Programas de extensão: Conjunto de projetos ou outras atividades de extensão integradas em um mesmo eixo temático;

Projetos de extensão: Atividades de extensão com objetivo específico e prazo determinado. Pode ou não estar vinculado a um programa de Extensão;

Ações extensionistas: Compreendem atividades científicas, culturais, artísticas e técnicas;

Atividades extensionistas: São as atividades que envolvem cursos, simpósios, conferências, seminários, palestras, debates, semana acadêmicas, atendimentos assistenciais, entre outras.

Caso tenha problemas na visualização dos arquivos, verifique se já tem instalado em seu computador o programa acrobat reader.